Equilíbrio e uma dieta balanceada é essencial para o melhor funcionamento do nosso corpo.

Sabemos que alimentação, e comer corretamente, é de extrema importância e diferente para cada pessoa, dependendo de suas necessidades e objetivos. Qualquer mudança de estilo de vida também implica, ou pode ser auxiliada ou prejudicada pela alimentação, já que isso altera as demandas do nosso corpo por energia, hidratação e diferentes elementos como vitaminas e proteínas. 

A alimentação também pode ser usada como um mecanismo de compensar as nossas ansiedades e estresses, de forma negativa. Equilíbrio é necessário sempre para mantermos um corpo saudável, e usar esse tipo de mecanismo para lidar com outros problemas pode gerar um ciclo negativo para o seu corpo e mente. 

Além dos exercícios e bem estar mental, uma alimentação balanceada e rica em vitaminas e proteínas ajuda a fortalecer nossos ossos e músculos e ajudar a prevenir doenças como a osteoporose, que afeta 10 milhões de pessoas só no Brasil. 

Felizmente, o hábito de comer bem pode ser criado com um pouco de planejamento. Organize um cardápio mensal ou semanal, o que também vai te ajudar na hora as compras a evitar excessos. Se estiver praticando menos exercícios por causa da quarentena, procure diminuir as porções e também fique atento para exageros por causa da ansiedade. 

Por isso, busque montar uma agenda, por exemplo e não deixe sua rotina sair do ritmo o máximo possível. Com planejamento e organização fica mais fácil manter uma alimentação saudável. No geral, uma alimentação balanceada com vitamina D, cálcio e proteínas pode ser conquistada com leite, ovos, verduras e vegetais verdes.

Essas são recomendações gerais, mas para estimular a atividade física, vamos deixar algumas dicas de alimentação para quem quer começar ou voltar a se exercitar com frequência:

– Muitas vezes tratados como vilões, os carboidratos são essenciais principalmente antes e depois de um treino. São deles que o seu corpo tira energia de forma rápida para poder realizar a atividade física e também para se recuperar dos exercícios. Alguns alimentos importantes nesse sentido incluem: banana, batata-doce, arroz, mandioca e pães.

– Proteínas são essenciais e, felizmente, o brasileiro tem uma dieta naturalmente muito protéica. É importante ajustar qualquer excesso ou falta de proteína, mas provavelmente ovos, peixes, feijões, e outros alimentos com bastante proteína já fazem parte da sua alimentação.

– Outro grupo alimentar que é considerado vilão, mas que com equilíbrio é muito importante, são as gorduras. Vindas de fontes mais saudáveis como azeite, abacates, linhaça e castanhas, elas ajudam no metabolismo de todas as células do corpo e também possuem efeitos anti-inflamatório, importante para a recuperação dos músculos.

– Hidrate-se! Essa é uma dica universal até para quando você não está se exercitando, mas é ainda mais importante para os atletas. Nosso corpo precisa repor a água que perde durante os exercícios, então não se esqueça de se hidratar.

O planejamento alimentar deve ser planejado. É importante ter o acompanhamento de profissionais como nutricionistas, para que de acordo com o seu corpo, hábitos e objetivos um plano alimentar seja criado para a sua realidade. Lembre-se que cuidar da saúde é sempre importante, e seu bem estar deve sempre ser priorizado. 

#MaisDoQueMédicos