Todo mundo gosta de sentir que está melhorando em seus hobbies e atividades, e com a corrida não é diferente.

Para os corredores, além dos benefícios físicos e mentais, a competição sempre é um motivador. E não precisa ser competição contra outras pessoas, estamos falando da competição interna mesmo, de melhorar o seu próprio desempenho e ver os resultados do seu esforço. Hoje em dia isso é ainda mais fácil com aplicativos que monitoram a distância percorrida, ritmo e outros fatores.

Melhorar o seu desempenho é sim uma questão de prática e esforço, mas também existem algumas dicas que podem te ajudar a ter um pace melhor. Vale lembrar que qualquer dica não substitui o acompanhamento profissional e também não existe uma fórmula milagrosa, são apenas detalhes que podem te ajudar na experiência.

Com isso já estabelecido, vamos para as dicas:

Escolha o tênis correto – O calçado é muito importante para a corrida. Lesões podem ser evitadas simplesmente por usar um tênis adequado e confortável. Então não ache que dá para usar “qualquer” um e procure um tênis feito para corrida que seja confortável para os seus pés.

Falando em tênis… – A roupa correta também é muito importante. Não é besteira e muita gente ainda não leva a sério, mas o uso de roupas adequadas para a corrida faz diferença. Nada de tecidos pesados como o jeans, opte por tecidos leves e, principalmente, confortáveis. Elas evitam o atrito, cansaço, e ajudam no seu rendimento.

Aqueça – O aquecimento é essencial para qualquer atividade física, pois prepara o nosso corpo para o treino, ajuda na prevenção de lesões e essencialmente “acorda” o nosso corpo. Converse com o seu treinador e busque sempre opções mais dinâmicas para o aquecimento antes de uma corrida.

Agora sim, na pista – Para os corredores iniciantes, principalmente, busque sempre correr em um ritmo confortável. O objetivo não é superar o que o seu corpo aguenta e sim, com o tempo, ir aumentando esse limite. Ir além do que você é capaz em determinado momento pode levar a estiramentos, lesões e exercícios menos eficazes.

Novos limites aos poucos – Correr em seu próprio ritmo é o mais indicado, mas com a prática contínua e o acompanhamento profissional será possível sim alcançar novas velocidades. A chave é saber dosar essa evolução sem prejudicar o seu rendimento e o seu corpo.

No final das contas, lembre sempre que sua saúde está em primeiro lugar. Então busque o conforto e a qualidade para garantir que os seus exercícios sejam sempre benéficos. Caso não esteja se sentindo bem ou gostando, a corrida simplesmente pode não ser a atividade para você. Nesse caso, é sempre válido tentar outra atividade física, o importante é não ficar parado.