Dores crônicas e fibromialgia

23/02/2021  |

Dores crônicas podem ser muito debilitantes para qualquer pessoa, com efeitos que interferem em todos os aspectos da vida.

Em 2018 um estudo da Sociedade Brasileira de Estudos da Dor (Sbed) com alguns parceiros apontou que até 37% dos brasileiros sofrem com dores crônicas. Sem uma causa única definida, as dores crônicas podem aparecer com alguma combinação de questões bioquímicas, físicas, neurológicas e comportamentais. Essas dores persistentes também estão relacionadas a doenças psicológicas, como depressão e ansiedade.

A fibromialgia, por outro lado, é uma doença que acomete cerca de 3% da população, sendo uma das mais difíceis de prevenir e tratar, com suas causas sendo incertas e ainda discutidas pela comunidade médica. O que sabemos com certeza é que ela se manifesta através de dores crônicas difusas, e que inclui outros sintomas como fadiga, distúrbios de humor e alterações no sono.

Em relação a tratamentos para essa “síndrome das dores inexplicáveis”, um consenso é que a prática de atividades físicas é uma das coisas mais importantes. É importante também que o tratamento seja multidisciplinar, com foco na higiene do sono e psicoterapia, para ajudar a aliviar os outros sintomas.

Já para as dores crônicas em geral os tratamentos também variam muito, dependendo do tipo, intensidade e causa provável da dor. Terapias manuais e uma vida mais saudável estão entre as melhores formas de prevenção e controle dessas dores, mas, como sempre, o importante é se consultar com um especialista.

É importante considerar que a dor crônica não é uma versão prolongada da aguda. Os circuitos nervosos responsáveis pela dor crônica são tão diferentes daqueles associados à dor aguda que alguns autores propõem nomes diferentes para caracterizar os dois processos: eudinia para as dores agudas e maledinia para as crônicas.

Dores crônicas podem ser debilitantes e terem consequências gigantes para o nosso bem estar físico, além de afetar a psicologia e o comportamento. Sintomas e doenças características de patologias psiquiátricas como depressão, problemas psicomotores são comuns em casos de dores crônicas intensas.

Então é importante sempre lembrar de buscar um especialista em casos de dores de maior duração ou qualquer outro sintoma preocupante. Entre em contato conosco e agende a sua consulta com os nossos mais do que médicos.